fbpx

Entrevista com Dr. Cheng Xin Nong - FACULDADE EBRAMEC

  • 11 2662-1713
  •  
  • 11 97504-9170

Entrevista com Dr. Cheng Xin Nong

Entrevista com Dr. Cheng Xin Nong

regis2015-244x300 Entrevista com Dr. Cheng Xin Nong

No último dia 09 (09/05/2015) um dos mais famosos acupunturistas contemporâneos , o Dr. Cheng Xin Nong 程莘 faleceu em Beijing. Em 2011 tive a honra e conhecê-lo e poder registrar este momento. Ele foi convidado especial para a cerimônia de encerramento do curso em Beijing no 1º Grupo de Estudos na China organizado pela EBRAMEC.

Fica aqui a lembrança e a honra de ter podido conhece-lo e conversar com ele mesmo que brevemente. Ele influenciou grande parte dos grandes nomes atuais da acupuntura, além de ter sido responsável por um dos mais vendidos sobre o tema, traduzido e diversos idiomas.

Segue abaixo a tradução de uma entrevista realizada em 2010 com este grande mestre.

 

Entrevista com Dr. Cheng Xin Nong 程莘

 Chen Xin Nong tem 89 anos e mora em um apartamento escuro e apertado em Beijing. Ele tem um maço de cigarro ao sue lado, mas diz que não fuma (ou pelo menos não traga). Ele é o autor do primeiro livro texto moderno de acupuntura Chinese Acupuncture & Moxibustion publicado em inglês pela Foreign Language Press em 1985. Este livro é utilizado como para exames de acupuntura nos Estados Unidos, México, Brasil e em diversos locais.

Dr. Cheng também ostenta uma bom número de posições de destaque na área médica como Vice Presidente da Academia Chinesa de Acupuntura e Vice Diretor do Centro Internacional de Treinamento de Acupuntura de Beijing. Ele é um homem impressionantemente simplista e acredita que a Medicina Chinesa também é algo simples.

 Porque a Medicina Chinesa?

Eu venho de uma longa linhagem de XiuCai, estudiosos que passavam por Exames Imperiais no sistema de sociedade feudal, mas após meu pai ter se tornado um, os exames foram abolidos. Então quando eu tinha nove anos, minha família decidiu que eu deveria escolher um caminho. Eles então decidiram que eu deveria estudar medicina.

 Onde você estudou?

Eu foi discípulo de Lu MuHan, que era o mais famoso praticante de Medicina Chinesa na região. Eu tinha apenas quinze anos de idade. Ele morreu três anos e meio mais tarde, então eu sai e iniciei minha primeira clínica. Este era o início da invasão japonesa.

 Havia medicina ocidental na China naquela época?

Com certeza. Havia medicina ocidental na China mesmo antes do final da Dinastia Qing (1616-1911)

 Qual a sua opinião sobre ela?

A medicina ocidental e a Medicina Chinesa são amigas! As pessoas podem se utilizar de qualquer uma delas como desejarem.

 Você era certificado?

Sim, pela Instituição de Exame de KuoMinTang em 1947. Após a Liberação Comunista eu obtive uma nova certificação pela Universidade de Medicina Chinesa de NanJing. Mas durante a Revolução Cultural eu fui enviado para o interior para trabalhar no campo. Eu trabalhei lá por seis anos e meio e fiquei doente por mais três anos após este período. Assim eu perdi dez anos, eu não era médico durante este período. Mas para compensar eu trabalhei sempre duas horas extras por dia até 1997.

 O livro mais antigo conhecido da Medicina Chinesa é o Huang Di Nei Jing, Clássico Interno do Imperador Amarelo. Você ainda se refere a ele?

Nenhum praticante de Medicina Chinesa pode praticar sem ter estudado o Huang Di Nei Jing. Ele é o grande fundamento da Medicina Chinesa. Outro livro importante e o Nan Jing, o Clássico das Dificuldades. Estes dois ainda são ensinados nas escolas de Medicina Chinesa.

 É verdade que você consegue diagnosticar um paciente pelo cheiro dele?

Sim, o cheiro do paciente é algo que todo o aluno de Medicina Chinesa tem que aprender. Mas principalmente embasamos nosso diagnóstico na aparência do paciente, em ouvir a sua voz e respiração, perguntar sobre as queixas e tomar o pulso. Por exemplo, desde o momento que o seu fotógrafo entrou, eu já pude dizer que ele não está saudável. Diagnosticar um paciente por sua aparência, para mim, é similar a uma dona de casa que determina os bons e os maus legumes.

 Como você explica o Qi para os estrangeiros?

Qi é apenas a sua respiração. Não há nada de misteriosos sobre isso.

 Mas isso soa muito diferente do que eu já ouvi.

As pessoas complicaram isso. Há excessivas teorias modernas da Medicina Chinesa que confundem, ao invés de clarear as informações. Estas teorias foram criadas por professores que não entendem a Medicina Chinesa bem o suficiente para ensinar. Este tipo de professores deveria receber umas boas palmadas.

 E sobre a acupuntura? Ela é segura? Os praticantes esterilizam suas agulhas.

Hahaha. Eles não faziam isso. A crença antiga é que quando a agulha de acupuntura é girada dentro da musculatura, o corpo humano produz calor e esteriliza a agulha. Mas o primeiro registro de esterilização pode ser traçado ao cedo quando o período do Hua Tuo, um dos mais notáveis médicos da história da China. Ele foi morto pelo general Cao Cao (cerca do ano 208) pois ele sugeriu que se abrisse o crânio do general para curar uma enxaqueca. Hua Tuo costumava ferver suas agulhas antes de utilizá-las.

 Quem é o melhor acupunturista na história da China?

Huang Fu Mi, do período dos Três Reinos.

 Você recebe acupuntura?

Não, nunca. Porque me incomodar? Eu sou muito saudável.

 Como você se mantém saudável?

Eu sou um homem tranquilo. Eu nunca fico irritado por mal entendidos ou insultos.

 

 

Traduzido do original de 30 de Junho de 2010: http://www.theworldofchinese.com/2010/06/questioning-cheng-xinnong/