fbpx

FACULDADE EBRAMECConferências em Roma e Paris fecham com Declarações Importantes para a Medicina Chinesa - FACULDADE EBRAMEC

  • 11 2662-1713
  •  
  • 11 97504-9170

Conferências em Roma e Paris fecham com Declarações Importantes para a Medicina Chinesa

Conferências em Roma e Paris fecham com Declarações Importantes para a Medicina Chinesa

IMG_4516 Conferências em Roma e Paris fecham com Declarações Importantes para a Medicina Chinesa

 

Ao término do Congresso Mundial de Acupuntura que aconteceu em Paris na França nos dias 16 e 17 de novembro, diretamente após a celebração do Dia Mundial da Acupuntura na sede da UNESCO do dia 15 de novembro o qual foi promulgada a “Declaração de Paris” com a participação de representantes do mundo todo. Já nos dias 17 e 18 de novembro a promulgação aconteceu em Roma, Itália denominada por a “Declaração de Roma” com a participação de representantes dos cinco continentes e mais de 31 países.

Estas declarações foram aprovadas pela Direção da Federação Mundial de Sociedades de Acupuntura-Moxabustão (WFAS) com a participação de nosso Diretor Geral, Reginaldo Filho como representante do Brasil e da Faculdade EBRAMEC. Após a discussão final durante a reunião da diretoria, a declaração foi aprovada e anunciada.

As datas escolhidas para as celebrações recordam o dia em que a Acupuntura foi inserida na Lista Representativa do Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade da UNESCO no ano de 2013.

Diferenças entre as declarações

A de Paris exalta o caráter Mundial da Acupuntura visto que já tem se espalhado por 183 países e regiões no mundo, além de solicitar empenho dos seus membros, dentre os quais está a Faculdade EBRAMEC pelo Brasil, e a todos os profissionais da Acupuntura pelo mundo na promoção do ensino e da regulamentação, na preservação dos conhecimentos e melhora da capacidade e qualidade da oferta dos serviços visando a preservação da saúde e tratamento das doenças.

Enquanto a de Roma convoca todos os profissionais e instituições da área para conhecer ainda mais a importante herança da Medicina Chinesa, mantendo a integridade de seus conceitos e princípios ao passo que se deve continuar a observar as inovações e possíveis melhorias. Por fim a Declaração de Roma convoca a todos para seguirem 10 princípios e práticas propostas pelos participantes e signatários, dentre os quais a Faculdade EBRAMEC.

Pontos importantes

Destacamos os pontos 4 e 5, que já são pontos amplamente defendidos pela Faculdade EBRAMEC e que são de grande importância para os alunos, profissionais e interessados na Medicina Chinesa:

  1. Elevar os estudos acadêmicos e aplicados da Medicina Chinesa, respeitando o pensamento tradicional e encorajando inovações e a aplicação de novos conhecimentos para trazer a completa utilização das vantagens únicas da Medicina Chinesa na prevenção, tratamento e reabilitação de doenças comuns e complexas.
  2. Fortalecer a educação e treinamento da Medicina Chinesa em Instituições de Ensino Superior, enfatizando a evolução dos praticantes de Medicina Chinesa e otimizando a prática para satisfazer as necessidades de serviços de saúde globais.

Veja a Declaração de Paris na integra aqui

Veja a Declaração de Roma na integra aqui